Até já!

A festa de despedida do Instituto Brincante, do multiartista Antônio Nóbrega, teve de tudo um pouco: chuva, sol, alegria, tristeza, artistas, fãs, crianças –muitas crianças… Mas, assim como a viabilização do novo espaço, vizinho ao atual, tudo deu certo e o movimento se estendeu até as 22h30, conforme a extensa programação.

12

“Como o teatro comporta apenas 150 pessoas, instalamos um telão e planejamos várias atividades para entreter as pessoas na parte externa”, diz a coordenadora do Instituto, Cláudia Borges. “Mas aí veio a chuva e momentos de tensão”. Ela se refere à quantidade de gente que se apinhava na área interna.

Ao entardecer, por volta das 18h, a chuva cessou para o sol dar as graças em homenagem ao Brincante, que durante 22 anos produziu arte genuinamente brasileira em contraponto ao que se costuma ver nos roteiros culturais da cidade.

7

Quem foi, pôde deliciar-se com o fino de Nóbrega em espetáculos como “Lunário Perpétuo” e “Na Pancada do Ganzá”. As pessoas nem esperaram o “Forró do Zé Pitoco”, que encerraria a despedida, para arrastar o pé. Durante o tempo todo, elas dançavam na sala ao lado sob a sonoridade que vinha do teatro, enquanto outros degustavam os quitutes e bebidas sobre tabuleiros.

“Agora prosseguimos com as atividades em espaços parceiros que se dispuseram a acolher o Instituto até junho, quando inauguramos a nova sede”, informa Cláudia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s