Vai um cafezinho, aí?

CafeRaposa_15122015_DO-5

Interior do Coffee Lab, da premiada Isabela Raposeiras (Fotos: Daia Oliver)

É tão especializado, que, à primeira vista, o Coffee Lab, da premiada Isabela Raposeiras, lembra realmente um laboratório. Lá, entre torradores, máquinas e moinhos, os baristas, de macacão cinza, preparam cafés selecionados e explicam em detalhes dúvidas sobre o universo da especiaria brasileiríssima, cheio de nuances e curiosidades.
Isabela tem ascendência espanhola, de imigrantes que, desde sempre, trabalharam em fazendas de café. Antes do Lab, ela pilotava –e ainda pilota– a Escola de Baristas, que forma em alto grau de especialização, profissionais capacitados para torras, criação de blends e degustação.   
CafeRaposa_15122015_DO-4
Enquanto não abre filial em Miami (EUA), a empresária segue imersa na produção de grãos nacionais, revelando, de tempos em tempos, os resultados das novas incursões. Recentemente, Isabela esteve nas serras do Espírito Santo, especificamente no Sítio Bela Vista, em Castelo, e trouxe a variedade Arábica Catuaí, com notas de cheesecake de goiaba.
CafeRaposa_15122015_DO-2
Normalmente, a moça traz microlotes de cafés selecionados e, junto à equipe, desenvolvem perfis de torra apropriados para cada tipo de grão. É um processo longo, técnico, em que cada amostra é testada exaustivamente – envolve temperatura, fluxo de ar no interior do tambor e variações. 
CafeRaposa_15122015_DO-9
O processo é tão minucioso que os grãos crus são retirados das sacas, para que não absorvam os aromas, e mantidos em caixas industriais para alimentos, escuras e mapeadas. “Mantemos nossos grãos em ambiente climatizado e com umidade controlada para que a torra seja repetida com precisão”, diz Isabela.
CafeRaposa_15122015_DO-10
Sobre o portfólio exemplar das bebidas à base de café, Isabela revela: “Primeiramente é preciso ter muito amor por café, atualizar-se constantemente sobre as novas safras, ter contato com o consumidor final, equipamento de ponta, método e disciplina”.
CafeRaposa_15122015_DO-3
O cheiro de café que emana do Lab perfuma toda a redondeza. Ao se descobrir a procedência do aroma depara-se com um lugar cheio de plantas e sacada para a rua. Irresistível. No dia em que o blog esteve no Lab, de cada dez clientes, cinco eram estrangeiros. Vai um cafezinho, aí?
CafeRaposa_15122015_DO-8
Onde: rua Fradique Coutinho, 1.340
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s