Paz de Momo

O Carnaval 2017 na Vila foi mais suave que os anteriores sob a gestão de Fernando Haddad (PT). A intenção em escancarar as portas do bairro para blocos –e gente– de outras partes da cidade foi democrática mas faltou análise aprofundada sobre a geografia da região para perceber que não suporta tal explosão.

Bloco na Vila Madalena (Fotos: Leonardo Raposo)

Frente ao caos promovido pela festa pagã, o atual prefeito João Doria (PSDB) quer simplesmente abolir a manifestação popular na Vila –o que não é o caso já que existem blocos tradicionais formados pela comunidade, como o Bando 7 e Os Madalena, que há décadas convivem de forma harmoniosa com o bairro.

Donos de bares da Vila reclamaram dos ambulantes, que vendiam bebidas mais baratas

Com os freios puxados tardiamente foi possível ver que sim, o carnaval de rua na Vila é concebível, desde que haja limite e fiscalização. Há reclamação em coro dos donos de bares em relação ao alto número de vendedores ambulantes e aos supermercados que os abasteceram. “Eles (os ambulantes e supermercados) vendiam bebida mais barato que nós –indiscriminadamente (para menores)–, que pagamos altos impostos”, diz Vera, proprietária do bar Ramones.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s