Flamenco e samba

A parceria entre o Centro Cultural Rio Verde e a Estrella Galicia promete uma alavancada nos projetos artísticos/sociais porque coincidem e têm os mesmos objetivos. Na verdade, rolou uma troca justa que pode render bons resultados. O Galicia entra com o formato de eventos, além dos canais de divulgação; e o CCRV com o nome e espaço –-um dos mais cool na Vila Madá.

Fachada do Estrella Galicia Estação Rio Verde, com grafites do artista Shock Maravilha (Fotos: Leonardo Raposo)

 

 

A nova fachada do, agora, Estrella Galicia Estação Rio Verde, ganhou grafites do artista Shock Maravilha e está cheio de novidades na cartola. “Quando vimos os projetos da marca na Europa, nos identificamos de imediato”, diz a sócia Kiki Vassimon. “Eles têm, por exemplo, o programa La Concheta, com foco em produtores rurais, idêntico ao que desenvolvemos aqui”, afirma, revelando que no leque de atividades, há uma voltada para a arte urbana em todas as expressões e outra dirigida a produtores artesanais de cerveja.

Interior do Estrella Galicia Estação Rio Verde

Kiki deixa claro que o foco da junção não é a bebida. “Nem gosto de cerveja”, brinca. “Claro que eles trabalham para o marketing da marca mas é algo automático, quase imperceptível. Temos tanta coisa em comum na área cultural que, de tão verdadeiro, chega a ser estranho”.

Quem ganha com a infraestrutura são os artistas que agora contam com apoio e ampla divulgação dos trabalhos sob o know-how da Estrella Galicia, cerveja espanhola do início do século passado, com ampla atuação no mercado europeu.

Público x privado

O músico Guga Stroeter

O CCRV sempre remou na contramão de influências que pudessem desvalorizar a essência da casa, que é a expressão artística na totalidade. Mas, nos dias atuais, é praticamente impossível manter um projeto com os propósitos do Rio Verde sem uma boa parceria –de preferência com ideias em comum.

À época da inauguração do teatro multiuso, que fica no interior do espaço, o sócio/músico Guga Stroeter, em entrevista à Art View, já tinha uma posição sobre o tema. “Vivemos em tempos de flexibilização entre o público e o privado. Enquanto a maioria das pessoas e entidades captam recursos públicos para realizarem investimentos privados, nós fazemos o contrário, realizamos um investimento privado para benefício público”.

Kili Vassimon, sócia do Estrella Galicia Estação Rio Verde

O Estrella Galícia Estação Rio Verde está localizado num point maneiríssimo, ao lado do Beco do Aprendiz, a três quadras do Beco do Batman –redutos de grafite– e a uma diversidade de bares, galerias, lojas e restaurantes.

Vista para o Beco do Aprendiz

Dança, teatro, apresentações, shows, aulas, encontros e uma pracinha com bar e lanchonete fazem parte do novo cardápio, já degustado com o SON, plataforma que ajuda o movimento da música independente. No dia da reportagem, os Meninos do Morumbi aqueciam os tambores sob a supervisão do maestro Flávio Pimenta.

Estrella Galícia Estação Rio Verde
Rua Belmiro Braga, 181, Vila Madalena.
Tel.: (11) 3459-5321

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s