Pirâmide

Revestido de autoridade, o Beco do Batman torna-se oficialmente protagonista de uma história que teve início em 2015, mas que remete ao início do século, quando os grafites – que já existiam desde os anos 80 – ganharam força no cenário do Beco, atraindo olhares curiosos e presença maciça de artistas e visitantes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Câmara Municipal acaba de aprovar o projeto de lei do vereador José Police Neto que consolida o entorno da viela como Território de Interesse da Cultura e Paisagem (TICP), o Parque da Vila.

Formado pelo triângulo entre as ruas Harmonia, Medeiros de Albuquerque e Aspicuelta, a composição de endereços com propostas culturais/recreativas surgiu aos poucos e teve forte impulso há três anos, com a inauguração do Armazém da Cidade, cuja – extensa – programação multicultural agitou o Baixo Madalena.

 

Parque da Vila

Aos poucos, galerias de arte, lojas de design, oficinas de cerâmica, escritórios de arquitetura, coworking, laboratórios gastronômicos, cafés, restaurantes e outros points criativos começaram a instalar-se nas ruas adjacentes tendo como espinha dorsal os grafites do Beco. O leque de atividades traz, de alguma forma, um link com a street art.

Habitantes

Alguns moradores da região desaprovam o projeto de lei, que dever ser submetido à segunda – definitiva – votação nos próximos dias. “Vai ser um desastre ‘oficializado’ para os moradores da vizinhança”, diz Marileny Pamplona, 63, moradora do Beco há décadas. “O impacto vai ser enorme e hostil contra a vida residencial desta área”, acredita.

De acordo com o TICP, o Parque da Vila terá um conselho gestor formado por representantes da comunidade e do poder público. “O projeto prevê fomentar espaços e atividades relevantes ao território, em especial a economia criativa relacionada ao grafite e às artes plásticas, lazer e gastronomia, negócios sustentáveis e iniciativas econômicas de caráter solidário e cooperativo (…) a sinalização de rotas e circuitos culturais”, diz o texto de Police Neto.

A expectativa é que a comunidade da street art, em especial a do grafite, que, com sua arte, provocou toda essa sinergia, seja beneficiada por algum programa que lhe dê condições mínimas – dignas – de trabalho, para que o Beco do Batman siga ganhando a beleza das cores do grafite que o tornou tão famoso.

Parque da Vila (9)

Programe-se

Nesse fim de semana (21 e 22) ensolarado, o Parque da Vila alcança maturidade com vasta programação que inclui feira de queijos e cervejas artesanais na rua, shows de jazz, eventos gastronômicos, exposições de arte e uma série de atrações que começam ainda pela manhã.

Uma boa pedida é o encerramento da expo Escopofolia, do grafiteiro Pato, na galeria Alma da Rua, com DJ e show ao vivo. Já na A7MA, a expo – fresquinha – Uncategorized, do fotógrafo nigeriano Chi Modu, traz imagens de ícones do Hip Hop americano, como Tupac, Snoop, Doggy Dogg e outros.

Entre um pit stop e outro, curta um jazz no Armazém, um drinque, um sol e não fique parado apenas na feira, dê a volta no triângulo para descobrir outras surpresas.

#vilamadalena #parquedavila #becodobatman #grafite #graffiti #baixomadalena #armazemdacidade #galeriaalmadarua #localstudio #a7ma #choquecultural #luismalufartlab #cazazero #ateliemuriqui #docgaleria #clandestinobelcoelho #aqueijaria #viveirocoworking #bardobeco #botecosaoconrado #bargaca #saopaulo #brasil

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s